Páginas

domingo, 11 de novembro de 2012

Meretriz



Quero te amar como uma criança pura...
Ser a paz ser a ternura
Te amar calmamente
Com o calor dos inocentes
Depois lançar-me sobre ti com força
Como ondas de um mar revolto
Mas ante meu carinho pode virar gota
Assim te darei o amor maroto
Te amando como uma garota
E quando chegar a mulher
Te ofertarei meu sexo
Para que usufrua sem pudor sem nexo
Te darei meu amor...que nunca finda 
Para que faças dele o que quiser
Finalmente faço o que nunca fiz
Te dou meu corpo para que o marques 
Com a língua...parecendo giz
Essa é minha meretriz

Um comentário:

  1. Uauuuuuuuuuu, sensacionoso,...rsrs



    Beijo do In_

    ResponderExcluir